Move It Sports

Página inicial Move It Sports
 

Corrida e caminhada

Dicas para se sair bem nas trail runs

Compartilhe

  • Facebook oficial Move It Sports
  • Twitter oficial Move It Sports

Paulo Prudente - 11/06/2014 16:07


 

     A trail run não chega a ser uma novidade uma novidade, mas faz pouco tempo que começou a cair no gosto dos corredores, fazendo com que cada vez mais atletas troquem o asfalto pelas trilhas. Cadu Soares, treinador da Equipe Ponto Corrido descobriu as trilhas no interior do Rio de Janeiro há cerca de quatro anos, quando começou a cevar seus atletas para treinar e competir nas serras flumine

 

     O treinador valoriza as provas em cenários paradisíacos, mas prega uma preparação adequada dos atletas que vão correr nas montanhas. “Hoje o Campeonato Carioca de Corridas em Montanha tem atraído cada vez mais corredores e equipes que antes se dedicavam apenas ao asfalto. Antes de ir correr em algum lugar é preciso se preparar e conhecer o percurso, informar-se sobre a altimetria”.

 

     Flávio Roberto, corredor da equipe e bicampeão do XC Búzios lembra ainda que antes de se aventurar nas trilhas, o corredor e sua equipe devem ter a consciência sobre a preservação da natureza. “Nas trilhas o lixo é responsabilidade de cada corredor”.

 

     Com a experiência de 15 provas de trail run, nos últimos dois anos, com 25 pódios e o tricampeonato de corrida de montanha, com Eron José da Silva, a Ponto Corrido dá a você dicas simples para aventurar-se nas montanhas mais próximas.

 

 

1 – Fortalecimento muscular: o ideal é procurar um profissional com experiência em fortalecimento muscular de corredores com algum conhecimento de trail run. Trabalham os grupos musculares mais utilizados na atividade vai lhe poupar tempo e energia. Fortalecer membros inferiores e o core (paravertebrais, glúteos e abdômen) voa lhe proporcionar uma boa subida.

 

2 – Escadas: treinos de subida em escada fortalecem os membros inferiores e melhora o fôlego. Nas escadas você consegue simular trechos de subida que não se consegue achar nos treinamentos outdoor. Bom treino para os trechos da prova em que você certamente não poderá correr.

 

3 – Postura nas escadas: atenção redobrada no terreno para evitar surpresas. Além disso, a postura é um diferencial. Evite descer com as pernas muito afastadas, desça com elas semiflexionadas e com os braços um pouco afastados, aumentando assim sua base de equilíbrio.

 

4 – Equilíbrio: para descer bem as trilhas abuse nos exercícios de equilíbrio em plataformas, bozu e de propriocepção. Eles fortalecem os joelhos e os tornozelos, que são extremamente exigidos nas descidas fortes.

 

5 – Subida: aprenda a manter a percepção do seu esforço e mantenha a constância sem se preocupar com o pace. Em provas de montanha isso não vale muito. Saber interpretar sua sensação de esforço é mais importante e útil nas trail runs.

 

6 – Passada: na subida mantenha sempre uma passada curta e não hesite em caminhar caso seja necessário. Em muitos casos, especialmente nas subidas íngremes, a caminhada é mais eficiente que a corrida. Ela a faz poupar especialmente a panturrilha, permitindo que você corra bem quando o terreno o permitir.

 

7 – Equipamento: esteja sempre com o equipamento apropriado e dê uma atenção especial ao tênis. Faça a opção pela “tração nas quatro rodas” que vão te dar segurança e estabilidade no barro e em trilhas molhadas ou úmidas.

 

8 – Respeito: nenhuma prova é uma guerra e nenhum corredor é seu inimigo, portanto sempre dê passagem a um corredor mais rápido. Se a trilha for apertada, pare e o deixe passar. Um dia você é o mais lento, mas num outro dia você poderá ser o mais rápido.

 

Dicas de Cadu Soares, Eron José da Silva, Flávio Costa dos Santos e Maria Aparecida Crespi.

 

 

Fotos

 

Leia mais

 
1 2 3 > >>

Siga o Move It Sports no Twitter

Curta-nos no Facebook

Receba as novidades por e-mail:

 
Site desenvolvido pela Ato Interativo Agência Web